Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2016

"Não dói o útero, e sim a alma".

A morte: um discurso sobre vazio!

O peixe da nossa pescaria

Abandono

O medo lhe abunda, prima?

Somos o que somos. Mas afinal o que somos?

O dedo na ferida

"Arma Branca"

Mãe é...

160 anos de Freud: Viva!

O graveto do meu ser

A despeito de tudo, as flores de maio!