Postagens

Mostrando postagens de Março, 2015

Epístola a Leonardo da Vinci

As verdes paixões

O útero de todos nós, uma breve reflexão sobre o “barro” anímico

Sem água e sem palavras: hoje é dia de quê?

Saudade do cheiro dos quintais!

A democracia brasileira e os "gregos" interesses

Uma breve reflexão sobre a normalidade

Foram como cobras, os protestos de hoje?

Nada como a crua poesia!

Os tempos atuais e o rabo da porca

Parabéns Mulheres!

"Como um peixe fora d'água"

O falso discurso de pertencimento

Puta mãe: o bebê se cagou!

A felicidade em tempos rasos: quem ainda chora?