Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2014

Eu e meu cavalo. Quem é a sela de quem?

O sofrimento acabou! Agora é “sofrência”?

Bom dia, meus amigos extraterrestres!

O nosso “selfie existencial”: clic!

A realidade, o sujeito e as drogas: que diabo é pior do que o outro?

Cartas aos jovens sobre o amor

Do coração da USP a violência que nos ensina?

O pé, o sapato e a realidade.

O gozo afetado pelos novos afetos

Todos pelados. A nova onda que vem lá do Sul!

Caxias e seus bebês. O que parir depois de tantas mortes?

A parábola

Viver, a despeito do nosso desperdício!

125 anos da Proclamação da República

67P/Churyumov-Gerasimenko : o nosso “jumento” cósmico!

O amor em suas medidas

Para os engenhos da violência, toda a nossa lucidez é cachaça

Deus está morto?

100 anos depois da Primeira Grande Guerra, estamos de novo entrincheirados.

Quando os homens perdem as suas cabeças, as dos outros são troféus

Salve meu sertão nordestino!

O bicho