Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2012

Tudo: merda!

Diga-me como rastejas que te direi que presa tu és!...

Sacos de memórias...

O nordestino e suas pelejas

Seus "sabugos" pra onde correr?

Caxias, aos olhos dos bêbados pela sua poesia

Caminhando e Cantando Antigos Carnavais conquista as ruas

A coisa, a mão e a palavra: trempe da civilzação

Olhai para o que todos nós somos: um raro instante de uma bolha

Caminhando e Cantando Antigos Carnavais

Sinceramente, pra onde foi o carnaval de Caxias?

No carnaval as máscaras das nossas vidas

A fantasia perdeu para a realidade?

Tempo curto, sopa quente!

Que a nossa fome não seja a do “novo”!

...E assim Caim, e sua realidade sem Abel

O crescimento econômico e seus seios com câncer

Tudo como canguru, nada como homem por dentro...

Quando a beleza é comida das raposas

A sala de aula é o “acolá” no que a daqui ficou

A felicidade, a pele e o espelho, as três faces enrugadas da nossa existência.*..

O pó e a sua abstração...

Destemperando os fantasmas que nos saboreiam