Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2013

Do tambor à flor da pele: tudo é dança!

Nas travessias de hoje, que homem nos falta: Abraão ou Moisés?

Quem somos, a despeito de que "o ser" é da ordem daquilo que se desfaz?

O ataque da mão – a outra! Eis uma breve reflexão sobre a violência que não se disfarça.

A envergadura da vara: Eis a nova onda?

O amor é como queijo: o sal não evita os que se alimentam da sua podridão. Uma breve reflexão para adocicar o que aos olhos não nos parece tão salgado

Se assim na terra, como no céu, então com quantas "ligações" seremos eternos?

A palavra, a genitália e seu deslocamento. E a de Deus?

Gol de felicidade!

Que nos venha a medusa, pois, ja perdemos a nossa cabeça para a nossa seca do olhar do outro!

Minha missão: ser eu mesmo!

O Princípio da Incerteza: eis o que rege o fundo do fundo das cacimbas universais!

A depressão, quando o sujeito esgota a pintura de si mesmo: um discurso sobre a arte de se reinventar!

Violência sexual: quando o predador já não se sente em carne viva, senão quando a presa se agoniza? Uma reflexão sobre o "esquecimento do corpo"!

O que nos civiliza, quando toda a carne já é esfolada?

As verdades são como "imbiras": só quem amarra sabe a ponta!