Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2013

Psiu! Que tal colocarmos a intimidade do mundo tão exposta, quanto as nossas? Um breve e bravo discurso pelo mundo da família!

Enfim, o fim do ano. E quanto ao "novo" virá?

O LANCE É O SEGUINTE: BOLA DE PÉ EM PÉ, MAS NA HORA DO GOL QUEM BATE É A DEPRESSÃO. QUE DÍABO ISSO, COMPANHEIRO?

Como Michelangelo se fez homem na pinta de Adão!

No empurra da política com a barriga, as avalanches de tragédias: até quando?

E a familia como vai? - Qual?

Café da tarde com Rembrandt. Um bate-papo sobre as perspectivas para o Ano Novo!

Adeus Ano Velho! E Ano Novo a quem?

O ego das redes sociais, quando tudo se incha até “bombar”, o que nos sobra nesta fome de imagem?

O gozo, o corpo e seus fantasmas: quem é quem a despeito do Outro que também somos?

O despertar para a bolha, quando esta já pode ter se espocado: eis a vida!

Oh! Ilusão!

O que é o homem para o próprio homem: esta é a cruzada!

A caverna de hoje, não é mito como a de Platão, mas é realmente a que nos acorrenta

Os remendos e as rosas. Os amores, de areia, de vidro e de barro. Como enfim, evitar os arames farpados?

A violência no trânsito, passagem para a morte: um rápido diálogo sobre o mal-estar civilizatório!

Diferente dos Novos Baianos que nunca envelheceram, o que é ser jovem hoje com “tudo na boca”?

Dali ou pra cá: uma reflexão sobre o tempo da arte! Da arte de se manter a própria face?

O sol, os cometas e a nossa vara de pescar