A despeito de tudo, as flores de maio!


Por Gilvaldo Quinzeiro






Depois de muitas batalhas; algumas perdidas, outras ainda não terminadas, mas enfim, de tudo   que passei, aprendi a seguinte coisa:  eu sou o ‘cavalo’ de mim mesmo, e que as ‘esporas’ servem também para acalmar o homem, quando o que há para transpor só se consegue através de asas!

Então viva as flores de maio!

As flores de maio são como asas para a minha imaginação!

Adoro o tempo que começa a ser brotado hoje. Adoro o cheiro da terra, que se faz menos úmida com a chegada dos ventos de maio!


Tudo isso; as cores, o cheiro, os ventos, as flores alimentam de inspiração o meu cavalo!

Comentários

Postagens mais visitadas