Seja homem ou seja pedra, primo?


Por Gilvaldo Quinzeiro





De todos os seres vivos, o homem é o único a sofrer ‘desmaio’ diante de uma cena, incluindo aquela na qual não exerce nenhuma participação. Uma explicação para isso seria: não estamos de jeito algum ‘fincados’ na Realidade, senão naquela em que nos sentimos confortáveis!

Ora, o dito acima nos remete para o seguinte questionamento: então, assim sendo, os quadrúpedes estariam em relação ao real mais firme do que nós?

O fato é que a natureza que também nos ‘habita’ é da ordem daquilo que resiste em se antropomorfizar, posto que, é exatamente neste ponto em que consiste o nosso desraizamento.

Diante da Realidade em que nós não nos fincamos, mas que nos esmaga, resta-nos tornar tudo em nossa volta naquilo tão semelhante a nós. De outra forma quem se comoveria com o nosso ‘desmaio?

Pois bem, não podemos avançar esta discussão sem introduzir outro assunto correlato: a morte.

A morte, primo, não nos serve de nenhuma medida ou comparação. Para o azar nosso, a morte ‘anda com seus próprios pés’. É aqui que não passamos de meros pintos pelados!

O ‘desmaio’ ó, quando comparado com a morte que coisa linda!








Comentários

Postagens mais visitadas