Abra outras janelas para o pássaro de si


Gilvaldo Quinzeiro


Da vida em sua evolução, o homem  é  a única “larva” a não só tardar a atingir o estado adulto, como se tornar “ adulto” não significa necessariamente ter se desvencilhado da sua condição de “larva”, pois, é esta que de alguma forma continuará  servindo  aquele  como “alimento”  básico.

Ora, ser-nos-ia mais cômodo ser apenas como uma borboleta, todavia, o voo naquilo que há de belo e desafiador, certamente nos passaria completamente despercebido.

Dito de outra forma é possível que a evolução nos reserve mais surpresas. Contudo, a borboleta que perdeu a sua condição de lagarta, há como ainda sofrer mutações?

Que não nos tornemos velhos como os escorpiões!

   

Comentários

Postagens mais visitadas