Os ais e as asas das nossas vidas

Gilvaldo Quinzeiro



O diacho da vida humana é ter que se arrastar ao longo de toda a existência com o bucho pregado no chão, e quando algum voo alçar não contar com as costelas suficientemente duras para, quando cansado de nada encontrar,  espatifar-se...

Ai de nós apenas com as asas de Ícaro!

Que pena!


Comentários

Postagens mais visitadas