...Falando em stress, as minhas sinceras desculpas!



Por Gilvaldo Quinzeiro

 

O stress da vida moderna tem servido ao menos para justificar o que antes era considerado como “falta de respeito”. Isto é, a falta de respeito, ser mal educado, tratar mal as pessoas -, hoje tem outro nome – stress!

No mundo dos famosos então, o stress tem servido de almofada e de tardias desculpas. O exemplo mais recente é do cantor Ed Motta que, depois de postar um comentário no qual se referia aos  brasileiros  de “gente simplória”, entre outros adjetivos, veio a público se desculpar  com a seguinte justificava: “ a forma que escrevi muitas coisas eu mesmo repudio, mas é fruto da minha cabeça lotada de revoltas, decepções na arte, paranoias, etc, que me fazem me entupir de um monte de remédios para ansiedade, depressão etc”.

Esta é onda do momento, isto é, tratar mal as pessoas virou um rico estilo de vida.  Dos famosos  aos anônimos. E a justificava em comum vem na ponta da língua: stress!

Na verdade, sem arrodeio e sem vergonha, eu digo, estamos todos doentes! Estamos nos tornando “burro de carga” da tal vida moderna. De sorte que, o stress é fruto da nossa falta de respeito para com os nossos limites físicos e mentais. Tudo isso em nome de um falso estilo de vida que, como resposta nos exige “sorrisos”, ainda que falsos!

 Nada mais caro e raro  do que sorrisos sinceros hoje em dia! Aliás,  baratos mesmo só os falsos sorrisos.

De fato,  estamos todos doentes. É o tal do “mal-estar na civilização” conforme se referia Freud.  

Desculpe-me se fui sincero demais!

 

 

 

Comentários

Postagens mais visitadas