Faça da sua vida, oficina. Tudo tem conserto!


Por Gilvaldo Quinzeiro


Não se assuste, amiga, a vida é tão estranha que podemos passar por ela sem nos darmos conta de que chegamos muito cedo para o ‘nosso velório’, e tarde demais para celebrá-la!

É possível que a multidão que você imagina lhe velar agora, se reparar bem, possui a mesma face: a sua! Portanto, à apenas um gesto seu todas as lágrimas vertidas em mar, que lhe afoga, se constituiriam também em ‘terra firme’ com o mais simples dos gestos – um sorriso!

Enfim, esta é boa notícia: a vida exige de nós que nos reinventemos diariamente. Façamos dela a nossa oficina – vale a pena passar o tempo nos remontando peças por peças!

Junte os remendos, as rosas, e todas as promessas feitas por você mesma, é hora, pois, de regar o jardim!

Bom dia!




Comentários

Postagens mais visitadas