Reflexão


Por Gilvaldo Quinzeiro


Somos em nós mesmos “pedras, veredas, caminhos e viajantes”. Saber quem de nós nos esperará na chegada, esta, então é a grande questão. Porém, não fazer nada para nos ‘lapidar’, é não ter chegado em destino algum – isso não nos isentará, entretanto, da condição de ‘estranhos inquilinos’ – aqueles que nem na mais profunda solidão sabem de si!

Comentários

Postagens mais visitadas