Que o quanto pior, melhor, não seja tesão pra ninguém!


Por Gilvaldo Quinzeiro



Neste texto vamos falar da nossa atual falta de tesão pelas coisas úteis e belas, uma vez que a futilidade e a maldade são    em certos aspectos um ‘gozar’!

Parece simples, mas o processo de conquista é um padrão dos mais complexos. Conquistar alguém, então, é quase como dançar tango, ou seja, é mais do que um jogo de pernas – é preciso, pois, ter tesão e confiança em si mesmo!

Aliás, por falar em tesão,  o mundo está ficando cada vez menos inspirador e mais castrador. Veja por exemplo, o episódio dos incêndios criminosos em São Luís ocorrido nesta semana em que antecede as eleições: barbaramente castrador – quem tem tesão com aquilo?

Estamos criando uma geração que, se por um lado é menos resistente a um resfriado – basta colocar a cara fora da janela em dia de chuvisco, e lá estarão os garotos doentes, contrastando com àquelas crianças criadas literalmente com os pés fincados na lama – tal como Eu e muitos outros. Por outro lado, há um aflorar sem fim do ‘instinto voltado para prática do mal!

A violência se tornou crua e banal como goma de mascar na boca de adolescentes tímidos!

Que diabo então está acontecendo?

Ora, o antropólogo, o sociólogo, o psicólogo, o filósofo, o psiquiatra e outros que tais, dariam a vida para responder tal pergunta e com a máxima urgência! Ou seja, o que está acontecendo com a sociedade como um todo, não é fácil de se entender. Em outras palavras, os velhos manuais, hoje não nos orientam em nada: todo o edifício veio à baixo!

Que isso não seja culpa do consumo de tantos refrigerantes e biscoitos recheados, porém, como negar os efeitos nocivos da não ingestão de alimentos naturais.

Coincidência ou não estamos todos inflados!  Pelo menos no tocante ao uso das palavras, temos ultimamente feito   uso recorrente das expressões: ‘beijaço’, ‘apitaço’, ‘panelaço’, ‘peitaço’ -  termos, portanto, que parece inflar o sentido das coisas. Diante disso então, fica fácil entendermos, por exemplo, porque a palavra ‘safadão’ é a mais significativa de todas, na atualidade!

Que as eleições sejam uma oportunidade bonita para se combater tanta coisa feia!



Comentários

Postagens mais visitadas