As engrenagens da ‘nova política’. Uma breve introdução cabocla



Por Gilvaldo Quinzeiro


Aquilo não é ‘lama de jirau’, meu filho, é que estamos mesmo mijando fora do caco! Há tempo que não acertamos uma!

O dito acima é uma descrição cabocla do quadro atual da política brasileira após os resultados do segundo turno das eleições 2016.

Alguns estão falando no fim disso e daquilo... Outros até falam no possível ‘retorno das senzalas’.

Para ser sincero, eu não duvido mais de nada. Tudo está acontecendo ou tudo poderá acontecer!

Na ‘nova política’, tudo apertado com velhos parafusos e porcas - peças de antigas engrenagens. Os marqueteiros de plantão tentam adaptar o lobisomem de volta aos canaviais! Tudo impecavelmente, e sofisticamente devorador!
Sim, meu filho, mijamos fora do caco!

Vejo tardias ‘ocupações’ como gestos derradeiros de quem acabou de se afogar. Tudo feito sem levar em conta Heráclito, “não se banha duas vezes no mesmo rio”.  No dito popular, “foi-se o mel e a cabaça”.

A coisa é de fato complexa demais! O tempo é de apenas uma poça d’água, porém, para uma infinidade de calambanjos – para alguns, tempo de boa pescaria!

Sim, meu filho, este é engasgo é porque “fomos com muita sede ao pote”!




Comentários

Postagens mais visitadas