Quântico, grãos no canto

Gilvaldo Quinzeiro


É quântico o canto no qual me calo. Não o canto qual o do galo, mas, o do útero que serve de canto para os grãos que no canto do galo atrairão as galinhas. Estas, uma vez no canto, caíram no papo do galo. Não como grãos, mas, como circulo quântico!...

Calo-me, pois, quanto antes. Tudo que é quântico é canto. Todo cântico também é canto.

No canto sou ovos, não os das galinhas, nem os meus próprios, mas, os que, quando no mundo quântico são galos rompendo com cantos o escuro das noites sem canto algum!...

Comentários

Postagens mais visitadas