Tempo curto, sopa quente!

Gilvaldo Quinzeiro



De cada tempo somos a sua “lagarta”, mas, nem todos chegam à condição de “borboletas”. Todavia, o pior a ser dito é que no tempo de agora, nem “casulo” somos... Afora isso, tudo aquilo que não nos é pertinente, já virou sopa na mesa do “desconhecido”!...

Então tudo é cedo demais para "o nosso mais tarde", e ainda assim, de mãos atadas!...

Comentários

Postagens mais visitadas