...Por falar em coisas boas, a minha percepção do quanto sou ruim



Por Gilvaldo Quinzeiro

 

“O belo e o bom” não precisam de acréscimo de quaisquer temperos. Se hoje necessitamos de mais “sal ou açúcar”, é porque não aprendemos a nos tornar melhor por dentro. E o excesso de maquiagem apaga o sorriso!

O sorriso é a mais cega necessidade do olhar do outro. Por isso, este, quanto mais natural, eloquentemente!

Na dúvida, que paira sobre meu sorriso, hoje eu acordei decidido a me tornar pra mim mesmo, uma melhor companhia – lugar de acolhimento das minhas sombras e assombrações!

E a minha primeira providência a ser tomada será:  convidar todos os meus fantasmas para o jantar de hoje à noite e abolir da minha vida todos os espelhos quebradiços nos quais, eu queria me ver inteiro!

O espelho, ainda bem que é cego e mudo!  Contudo, os olhos ou as vozes que a ele se acrescentam, não impedem o nosso “desbonitamento”!

O tempero para se tornar melhor por dentro, é aceitar o azedo da nossa maneira de olhar o mundo!

“O belo e o bom” não precisam  de acréscimo de quaisquer temperos!

Bom dia a todos!

 

 

 

Comentários

Postagens mais visitadas