Ás vésperas de um casamento real

Gilvaldo Quinzeiro


Um casamento real, realmente é só para quem é de “carne e osso”, não obstante, todos os sonhos que nos tornem em “príncipes ou princesas”, mas, de fato, para além das flores, hoje viçosas, amanhã, todas murchas, não é o amor, mas, o humor que nos salvará de todas as amarras!...

Ora, isso é realmente real: não é o sapo que se transforma em príncipes, mas, o contrário. E neste sentido, vale mais as velas apagadas, para, quando se precisar de luz, estas sim, terem serventia...

Mas, voltando ao casamento, antes da lua de mel, quem mais come são os convidados; alguns até sem se darem conta da “conta” que se paga, pois os noivos, coitados, exaustos de tantas fitas, perdem o apetite... A noiva que o diga, quando o noivo for apenas midiático!...

Aliás, se todos os noivos forem como o Pato... Hum!... Que apetite tem a noiva!...

Amanhã, nós plebeus nos separaremos das nossas esposas e maridos, para bem cedinho assistirmos um casamento real. Depois, só Deus saberá se continuaremos casados!...

Tenham realmente, um bom casamento!

È o que sinceramente desejos a todos os que ainda permanecerão casados!

Comentários

Postagens mais visitadas