Todos os dias para ser índio, um só para o caipora!

Gilvaldo Quinzeiro


O índio com sua “imbira tanga”, só em pele e osso, seja os timbiras, seja, os do Xingu, já não passa mais na sessão da tarde das TVs , nem no seu Dia, e muito menos durante toda a Semana Santa!

Hoje, o homem branco se cora de ver, o big brother ganhar fama e dinheiro com “seus pintos e seios” de fora ou com a cena de um casal cair de roupa na piscina, para em seguida, ver boiando os seus fios dentais. Ora, o quanto nos civilizamos!

Uma pena, pois , os índios sem penas, também dariam de se ver na vista, e, sem os caros patrocínios, considerando as “abóboras” que se ouvem, se lucraria muito mais!

Guanarés, quem ouviu do seu canto? Canto dos anapurus, os xamãs chamam para corar a palidez dos homens brancos!

Ai de nós, “civilização hambúrguer” em tempo onde tudo se soterra, sem saber, ao menos pescar calambanjo no brejo!...

Comentários

Postagens mais visitadas