O som X a luz, na política que nos escurece

Gilvaldo Quinzeiro



O assovio dos tempos antecipa-se a “luz” que na História é devagar como tartaruga, e quando ilumina “eclipsa” os que não têm a força no sopro para mantê-la acesa.

E assim, dos faraós aos césares; dos republicanos aos democratas; do vitorinismo ao sarneísmo; dos marinhos aos coutinhos, a parte “escura” é a que se usa como lenha - luz para os poucos que se dão o luxo de ainda fumarem seus cachimbos!

Comentários

Postagens mais visitadas