Parábola do peixe que nos farta

Gilvaldo Quinzeiro



O Maranhão que se “ sarneyfica” é cimento que edifica, as parábolas do Sermão de Santo Antônio aos Peixes? Sarneyrá ou não a oposição que nem de pé fica?

Não há como refutar, que para as bandas de cá, o peixe que mais abunda é a traíra. “Trairagem”, eis, os que visando a desova em 2012, já se põe em piracema. Alguns lisos tanto quanto mantís; outros, desajeitados que nem peixe fora d’água!

Por fim, ainda está por vir, a todos nós que nos acangalhamos, Antônio Conselheiro!...

Comentários

Postagens mais visitadas