A realidade que cai, a outra é que nos assombra

Gilvaldo Quinzeiro




A realidade, conquanto, esmagadora, porém, no frigir dos ovos, o que nos esmaga mesmo é o “imaginário”. Este não só é a janela pela qual nos arremetemos, quando da realidade escapulimos, como um penico cujas fezes nos fazem careta, quando a realidade toda é quem nos sorrir.

Em outras palavras, o que nos “esmaga” é da ordem da nossa própria criação, tais como os fantasmas que de nós se alimentam! Quanto à realidade, é pra ela que retornamos, quando nos cessam os pesadelos!...

E assim, ora em pé, ora de cócoras enfrentamos o mundo; o mundo que hora antes, era imanente a nós, tal como as fezes que do lado de fora nos assombram!...

Comentários

Postagens mais visitadas