Os finos nós da educação

Gilvaldo Quinzeiro



È do calção às calcinhas. “Educação para todos”, só se for como elástico, isto é, esticando os investimentos para evitar o risco de se colocar tudo fora; afrouxando os nós que nos isolam como cinto de castidade; sonorizando a fala para se ocupar lugar o certo como botão; circundando o mundo, se quisermos tê-lo, não no controle, mas, como aquilo que de nós emana.

Chega de fitas adesivas, a menos que o fio que se queira que nos sustente, seja o dental!

Comentários

Postagens mais visitadas