Sem a maturação, somos os próprios olhos na frigideira

Gilvaldo Quinzeiro



Na pressa do “útero das coisas” somos pintos recém saídos do ovo num ambiente cercado por raposas famintas, enquanto as nossas mães (já não mais coruja?), sob a égide do “complexo de pavão” nem se apercebem de quão fartos estão os gaviões!...

O que dizer das outras coisas cujo útero já nos pari frito?

Comentários

Postagens mais visitadas