O belo existe...


Por Gilvaldo Quinzeiro


O belo existe, e está dentro de nós – o feio também.

Somos os únicos a admirar o voo de uma borboleta, como também somos os primeiros a devastar todas as flores – fonte de vida e asas das borboletas.

Bem-aventurados todos os  ianomâmis  e seus cantos de cura – templos erguidos sem a exploração dos nossos medos!

Está escrito: ai de vocês que não aprenderem os ensinamentos de uma velha parteira!

Milagres existem! E não precisam de quem os reconheçam!

As borboletas não sabem se voam ou se há quem as admirem, e mesmo assim existem!
  


Comentários

Postagens mais visitadas