Uma leitura de fundo de quintal, inserção no mundo!


Por Gilvaldo Quinzeiro


Neste início da segunda década do século XXI, o mundo parece inflar-se diante da explosão iminente de tanta intolerância.

A liberdade, que é uma construção coletiva, pode estar sendo tolhida agora pela intolerância de diversos matizes, não majoritária, mas em escala ascendente assustadora!

A ciência e a tecnologia, a despeito de terem melhorado a qualidade de vida das pessoas, não foram suficientes para evitar por exemplo, a crença de que nos aproximamos do Apocalipse.

No afã de quem seja a primeira a garantir a salvação, as religiões recebem mais do que dão. Muitos dos seus líderes ostentam as maiores fortunas! ‘Deus’, acredite, se transformou numa espécie de moeda, e as igrejas seus bancos!

Não é nenhuma coincidência que a uma das mais terríveis intolerâncias presentes no mundo atual, seja oriunda da disputa religiosa. Milhares de pessoas neste momento estão em marcha fugindo das áreas onde ocorrem conflitos de natureza religiosa.

Na política, então, a intolerância é mesclada com o conteúdo racial, cultural e econômico. Basta ver as propostas de alguns candidatos à sucessão presidencial, dos Estados Unidos por exemplo ou no Parlamento Europeu.

Até no esporte, a intolerância de torcedores para com outras torcidas; de torcidas para com jogadores negros e de outras etnias – tem estado presente – maculando o espírito esportivo!

Enfim, todos cheios das suas verdades, porém, vazios de compreensão -  na dúvida do outro -  resta impô-la!

A intolerância, por fim, é como ‘fio dental’, quanto mais incisivo, mais exposta estará a bunda, e outras coisas que tais.  Ou seja, a que mesmo se destina?




Comentários

Postagens mais visitadas