O cavalo Sereno: um exemplo para todos nós!

(Foto: Kyioshi Abreu/Diário do Sertão)

Por Gilvaldo Quinzeiro


Em tempo de massacres em presídios, hoje já foram 33 mortos, em um presídio de Roraima, e fora deles, ver o caso de 12 pessoas de uma mesma família assassinadas em São Paulo, por um ex-marido, um cavalo, chamado Sereno, na Paraíba deu a demonstração de ‘sentimento de carinho’ no momento em que acontecia o velório do seu dono (veja na foto de Kyioshi Abreu/Diário do Sertão), o vaqueiro Wagner Figueiredo Lima, que morreu vítima de acidente de moto. O fato ocorreu na cidade de Cajazeiras, na Paraíba.

O caso, como não poderia ser diferente, ganhou repercussão midiática imediatamente!

O que o cavalo Sereno nos ensinou não tem preço, é uma inspiração de vida, de um novo espírito. Uma pena, porém, não podermos afirmar em relação a nós. Isto é, que tipo de lição podemos neste momento de tanto hipocrisia, de tanta violência; da falta de companheirismo; da falta de respeito mútuo e da falta de ética, ensinar a um cavalo?

Que o vaqueiro é uma espécie de ‘arquétipo’ na cultura nordestina, isso os mais antigos já sabiam. Agora temos para o bem do nosso inconsciente coletivo, o cavalo Sereno como um novo arquétipo.

Que assim seja. Que assim procedam os espíritos!




Comentários

Postagens mais visitadas