Dando nó nas coisas que nos escapolem

Gilvaldo Quinzeiro



Uma coisa, quando ascende a categoria do simbólico passa a ser o “nó” naquilo que o homem antes se sentia desgarrado. Aliás, há muito mais coisas sem nó, do que o amarradio daquilo que acreditamos ser seguro. Isso significa dizer que a nossa existência se passa mais exposta às intempéries, do que propriamente dentro do “barco”.


Ladrões de coisas sem as quais seriamos todos prisioneiros num mar que nunca foi atravessado por Simbad, eis o que somos!

Comentários

Postagens mais visitadas