Na falta de fazenda, o que fazer?

Gilvaldo Quinzeiro





Perdi os olhos de ver o mundo todo menti. Hoje ando surdo para as “verdades” que erguem o mundo que em nada mais se sustenta: tudo é poroso!


As palavras que antes eram estacas, nas quais as verdades, se não se fincavam, mas, faziam sombras, hoje são bolhas de sabão num varal de dentes afiados: tudo é estouroso!


Por fim, como costurar o que é da natureza de um sopro?

Comentários

Postagens mais visitadas