Um corpo na lembrança

Gilvaldo Quinzeiro





Um corpo quando “dependurado numa lembrança”, de nada se lembra, a menos que caia em si, para de novo andar de pé no chão!

Portanto, para cada lembrança um corpo. Para cada corpo, o que ainda há de ser lembrado naquilo que lá na frente poderá ser o corpo.

Comentários

Postagens mais visitadas