Um canto pelos soterrados do mundo inteiro!



Por Gilvaldo Quinzeiro


Nós somos o mundo! Não há mundo melhor, quando a outra parte se soterra. Não há mundo inteiro, quando a outra parte se rende ao abate.

 O Haiti não pode continuar soterrado, enquanto o resto da humanidade comemora aquilo que considera de “progresso”!

 O “umbigo do mundo” não pode ser a Ucrânia ou a Rússia; a Palestina ou Israel, nem o “Beco do Galo ou o bairro  Cangalheiro” – que seja a constelação de Orion - de onde muitos acreditam que viemos!

Nós somos o mundo! Somos a África parida. Somos a América em suas gestações. Somos a Europa em crise. Somos a Ásia de todos os sois nascentes! Somos enfim, o gelo que se derrete do continente antártico – para matar a sede do mar. O mar que é outro mundo que nos empurrará de volta para os desertos?

Nós Somos o mundo!  Nós somos as dores que só Freud sentiu. Nós somos o peso da cruz sobre os ombros feridos de Jesus!

Nós somos coceiras e sarnas!


Comentários

Postagens mais visitadas