A face que dá fome de ver

Gilvaldo Quinzeiro





A coisa na arte é sua face lambida para despois se escapar quando a arte se fixa. A arte é eterna na face que oculta, isto é, a coisa que se ver na arte é fecunda da face que nunca se fixa. Logo, o que se lambe na arte já não nos serve de alimento.


Uma coisa é certa: nunca a arte terá estômago para digerir a coisa que lhe dá faces!..


Portanto, a arte haverá sempre de nos provocar a fome, não obstante, o tamanho da face que esta representa!

Comentários

Postagens mais visitadas