E agora Brasil: O que fazer depois do despertar?



Por Gilvaldo Quinzeiro




O Brasil acordou. Seu sono nos custou caro demais.  Por muito pouco, não deixamos de vez de sonhar... Todavia, ainda estamos nos sentindo sonolento – resquícios  de duas décadas de letargia!

Enfim, acordamos?

Bem, esta questão precisa de um tempo para ser mensurada. Estamos às vésperas de mais uma eleição, e pelo perfil dos manifestantes que têm se autodenominados “ não partidários”, é preciso, entretanto,  muito atenção no desdobramento político de tais manifestações!

Estamos caminhando para uma  “despartidarização”?

Eis outro assunto que  precisa de uma profunda reflexão filosófica, sociológica e antropológica.

Uma coisa, porém, é certa: O Brasil nunca mais dormirá como antes, sobretudo, a classe política!



Comentários

Postagens mais visitadas