Freud! Freud!

Gilvaldo Quinzeiro


...Contestar Freud, todos nós contestamos diariamente com “pedras”, diga-se, o difícil, porém, é com “palavras”, habitat natural deste.

Portanto, todas as “asneiras”, que Freud disse (se é que disse) sobre o nosso fundo (que é bem raso, o de alguns sem tampa alguma) no mínimo caberia a nós refleti-las( o que seria, ai sim, racional), como não, todas as pedras atiradas em Freud são bases para que este edifique solidamente o “edifício freudiano”!

E Freud vive?
Ora, como não?

Comentários

Postagens mais visitadas