Os anos e seus estômagos: o nosso foi pimenta no dos outros?

Gilvaldo Quinzeiro



O ano de 2011 despede-se com uma “cirurgia de redução de estômago” no mundo, porém, isso não significa que a fome tenha sido reduzida, pelo contrário, agora é que a fome com tais medidas, ganha um”estômago”, e que estômago!

Mas, será que 2011 foi tão ruim assim? Pois bem, falando em cirurgia qual a que elevou o Brasil para a sexta colocação entre os países mais ricos do mundo? Ganhamos ou perdemos o estômago?

Cirurgia à parte, aqui a nossa “digestão” sempre teve que se virá sem o fígado -, é que quando este atacado é sinal de que ainda “podemos”!...

Bem ou mal o ano de 2011, está com suas horas contadas. O problema é o que ainda não se conta sobre 2012! Este sim será o ano da “virada” ou já saímos deste que termina de cabeça pra baixo?

Eis a questão: rezamos pelo fim imediato de 2011 ou para que este nunca termine?

O certo é que nunca precisamos sinceramente nos desejar “Feliz Ano Novo”!

E pra ser mais sincero:

“Feliz 2012!”

Comentários

Postagens mais visitadas