De copa ou de bunda. O Brasil está com tudo de fora!

Por Gilvaldo Quinzeiro



O Brasil de calças curtas. Compridas,  só as ondas dos protestos: teste da nossa Democracia quase ainda menina. A poucos dias da Copa do Mundo 2014, corre solta a notícia de que o PCC – primeiro comando da capital – colocará seus “exércitos na rua”, no que é chamado pelos seus líderes  a “Copa do terror”.

Bem, ouvindo isso nos expõe o  “fio dental”, isto é, a condição de estarmos completamente expostos ao que vai rolar por ai... A nossa torcida ao que tudo indica não será tanto pelo hexa campeonato, mas pela integridade das nossas cabeças!

Deus do futebol tenha piedade de nós! 

Pois bem, o fato é o que o Brasil, não a seleção, mas o país, não construiu quase nada concretamente.  Estou falando de obras que sustentam uma nação! O que se tem feito, contudo,  são “maquiagens  eleitoreiras”. Aliás, a maior parte do  dinheiro público  tem sido desviado para sustentar campanhas eleitorais (claro, isso não é de hoje)! É aqui onde a nossa Antropologia Política, cria dois Brasis: o do povo atolado e o da elite enriquecida. Como negar que isso se chama o “apartheid à brasileira”?

 Portanto, com a chegada da Copa do Mundo 2014, o Brazil quer irá aos estádios é um; o Brasil que assistirá aos jogos longe dos estádios é outro radical  e abruptamente diferente. No mais, é dizer que somos todos  iguais  com a “bunda de fora”?

Na dúvida, caro amigo passe logo a mão na sua!...





Comentários

Postagens mais visitadas