O amor em suas medidas


Por Gilvaldo Quinzeiro

 

O amor  não é para se economizar em quaisquer que sejam  as circunstâncias, mesmo naquelas em que a mesquinhez prospere. È como o conhecimento, o qual,  ninguém deve guardar apenas para si.

 Portanto,  amor é para ser vivido, não obstante, as raras condições surgidas ao longo de uma vida.

Entretanto,  há quem opte    morrer com ambos com a desculpa de que não apareceu ninguém com quem  dividi-los.

Na vida estamos de passagem.  Quisera que  o retorno a esta mesma dimensão, fosse para o entretenimento, e não por dividas a serem pagas!

Ora, somente o que se vive é nosso, e o “não vivido” ainda que viva em nós a espera de ser vivido,  é fome de tudo!

 

Comentários

Postagens mais visitadas