Alô seus dinossauros!


Por Gilvaldo Quinzeiro



A natureza tem sua escolha sábia. Na época em que os dinossauros se agigantavam na terra, o homem era ‘broto’ do ainda espinhento jardim do éden. As flores eram belas – mas para quem? Tudo era gigantesco e poeticamente silencioso!

Dos céus veio o ‘inferno’ para os dinossauros, ao mesmo tempo em que na terra brotavam quem pelos ‘céus’ se rastejaria. Enfim, era a natureza em seus bilhões de anos fazendo as suas escolhas!

E hoje qual a escolha da natureza diante sua própria dor?

O certo é que na ‘fila dos que vão para o céu’ ninguém quer ser o derradeiro. Nem os ‘primeiros’ olham para os que atrás se acotovelam! Tudo se parece como aqueles últimos dias dos gigantes dinossauros...

A velha humanidade é como sapo no pântano: lixo e luxo, e todos de cócoras à espera dos céus!

Enfim, terá chegada a hora dos ‘novos dinossauros’?








Comentários

Postagens mais visitadas